Header Ads

test

Corretor de imóveis agride técnicos de telecomunicações por achar que estava sendo vigiado

[ad_1]

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga o corretor de móveis Jonathas Henrique Batista Silva (foto em destaque), 41 anos, por lesão corporal, injúria e ameaça contra dois técnicos de uma empresa de telecomunicações.

Segundo informações obtidas pela coluna, o homem agrediu e xingou a dupla de trabalhadores enquanto eles instalavam equipamento de internet em um poste de iluminação pública na Rua 12 da Avenida dos Engenheiros, na Vila Planalto.

Aos agentes da 5ª Delegacia de Polícia (área central), responsável pela investigação, o corretor de imóveis declarou que há mais de um mês percebeu pessoas mexendo na rede elétrica da sua residência e disse que ele estava se sentindo vigiado.

O episódio aconteceu na tarde de quarta-feira (28/6). A Polícia Militar (PMDF) foi acionada para atender a ocorrência e, quando chegou ao local, encontrou os dois técnicos feridos. Um deles apresentava sangramento na boca e nariz e o outro estava com o rosto marcado por um tapa.

Veja imagens registradas por um dos feridos:

0

Os trabalhadores estavam uniformizados e em um veículo caracterizado com a logomarca da empresa.

Segundo depoimentos dos técnicos, o corretor estava visivelmente transtornado quando passou por eles pedalando em uma bicicleta e disse: “Vocês estão colocando câmera aí, seus desgraçados”. Jonathas teria dito, ainda, que os funcionários da empresa estavam o espionando.

Os funcionários afirmaram que, após o xingamento, ele saiu, mas, depois, retornou ao local. Com medo, os dois técnicos entraram no carro e Jonathas os puxou de dentro do veículo para agredi-los.

Uma das vítimas foi retirada do carro pelo pescoço e o outro caiu no chão ao receber um tapa do agressor. Após o ataque de fúria, o homem teria dito que se os dois não saíssem dali, ele voltaria para “esfaquear” e “dar tiro” nas vítimas.

O corretor fugiu em um veículo Chevrolet Camaro, amarelo, mas foi alcançado e preso por policiais militares ainda na região da Vila Planalto. Na delegacia, ele assinou termo circunstanciado e acabou liberado.

[ad_2] Source link https://misturabrasil.evpc.com.br/2023/06/29/corretor-de-imoveis-agride-tecnicos-de-telecomunicacoes-por-achar-que-estava-sendo-vigiado/?feed_id=14075&_unique_id=649dccc116afa

Nenhum comentário