Header Ads

test

Buscas por jornalista e indigenista entra no 7ºdia no AM

Buscas por jornalista e indigenista entra no 7ºdia no AM | SBT News






Olá

a todos que acompanham SBT News as

músicas são indigenista Bruno Ferreira e

ao jornalista Dom Philips entraram neste

sábado no sétimo dia o cesto com a

participação de tropas Federais e

estaduais já que os contatos deles aqui

em Atalaia do Norte os integrantes são

de invadir a união indígenas do Vale do

Javari deram início às buscas do último

domingo assim que notaram que os dois

não apareceram no horário previsto após

o último



contato feito quando eles

saíram de barco da comunidade Ribeirinha

de São Rafael em direção aqui Atalaia do

Norte cerca de homens do exército

Marinha bombeiros Polícia Civil e

Federal participam dessa operação eles

usam dois helicópteros drones e lanchas

para percorrer os rios e Igarapés e

comunidades ribeirinhas hoje as equipes

devem concentrar os trabalhos no rio

itacoaí suas margens perto aqui de

Atalaia do Norte onde onte

m

sexta-feira

foram encontrados O que as equipes

chamaram de material orgânico

aparentemente humano esse material foi

recolhido e levado para análise no

Instituto Federal de crime na a polícia

federal que também Analisa os vestígios

de sangue encontrados na última

quinta-feira na lancha usada por

Amarildo de Oliveira único suspeito

preso até o momento também nesta

sexta-feira peritos coletaram material

genético de

parentes do jornalista

de um

Philips em Salvador na Bahia e do

indigenista Bruno Pereira no Recife em

Pernambuco as amostras serão usadas na

comparação com o sangue encontrado na

lanche uma testemunha ouvida pela

Polícia Civil do Amazonas disse que viu

Amarildo com uma segunda pessoa no rio

nesta embarcação logo atrás do barco de

Bruno Pereira e Dom Philips no domingo

dia em que os dois desapareceram após

audiência de Custódia r

ealizada na noite

de

quinta-feira Amarildo Oliveira

conhecido como pelado teve a prisão

temporária decretada pela justiça

segundo a juíza Jacinta Silva dos Santos

a medida é necessária por se tratar de

um crime hediondo ontem a polícia civil

aqui do Amazonas ouviu a mulher de

Amarildo falando um pouco sobre os dois

desaparecidos Bruno Pereira servidor de

carreira da FUNAI mas está licenciado

Olá tudo é acompanha povos i

ndígenas

principalmente etnias isoladas

aqui da

terra indígena Vale do Javari há mais de

uma década vinha atuando como consultor

da União dos povos indígenas do Vale do

Javari segundo a une vádia por conta do

trabalho e de denúncias feitas Bruno

recebia constantes ameaças de

madeireiros garimpeiros e pescadores

Ilegais quando desapareceu indigenista

não estava em uma missão institucional e

acompanhava o jornalista britânico do

u

Philips e mora no Brasil desde



especializado em coberturas de Meio

Ambiente segundo a família e amigos dão

Como é chamado Por quem o conhece é

colaborador do jornal inglês the

guardian e um apaixonado pela Amazônia

ele veio aqui para Atalaia do Norte para

fazer pesquisas e entrevistas com

moradores de comunidades ribeirinhas e

indígenas da região para um novo livro

que está escrevendo José Luiz Filho

de

Atalaia do Norte no Amazonas para o SBT

News on
Português



As buscas ao indigenista Bruno Ferreira e ao jornalista do Dom Phillips entram neste sábado (11.jun) no sétimo dia na região de Atalaia do Norte, no Amazonas. O sexto com a participação de tropas federais e estaduais. Já que no último domingo (29.mai), dia em que os contatos deles, na região, os integrantes da Univaja – União Indigena do Vale do Javari, perceberam que eles não apareceram no horário previsto, após o último contato, deram início às buscas. A última comunicação aconteceu quando eles saíram de barco, da comunidade ribeirinha de São Rafael em direção a Atalaia do Norte. Cerca de 250 homens do Exército, Marinha, Bombeiros, polícias Civil e Federal participam dessa operação. Foram usados dois helicópteros, drones e lanchas para percorrer os rios, igarapés e comunidades ribeirinhas.



Nenhum comentário