- Publicidade -
- Publicidade -
Home News Famosos ‘Rolou um clima bem bacana’, diz Carol Peixinho sobre Bil

‘Rolou um clima bem bacana’, diz Carol Peixinho sobre Bil

- Advertisement -


Na última terça-feira, dia 13 de julho, o episódio de “No Limite”, na TV Globo, mostrou a eliminação de Carol Peixinho. Logo na sequência de sua saída do programa, a baiana conversou com André Marques para o programa “No Limite – A Eliminação”, exibido nesta quarta-feira, 14 de julho. Confira alguns trechos da entrevista:

“Foi muito bom André. No primeiro momento que a gente vê o que de fato a gente tem para sobreviver, como é o acampamento, os perrengues, o que não vai ter de jeito nenhum, é assustador. Mas quando você internaliza que vai ser bom, que você vai dar raça nas provas… era incrível”, começou ela.

Reviu cenas do BBB

“A Xepa é luxo. São 20 e poucos dias sem lavar a cabeleira, tivemos que batalhar para ganhar creme dental e escova de dente. É perrengue atrás de perrengue, mas é incrível que a gente vai se moldando. Em uma semana já sabe fazer fogo, a panela está incrível.”

Previu que poderia ser votada?

“O choro quando acabou a prova da comida é porque eu sabia. Fui para a prova muito confiante e muito pronta para dar o máximo de mim. Esperei muito por essa prova, eu queria participar. Tenho paladar exótico e aquelas coisas são nojentas, mas falei: ‘Como qualquer coisa’. Fui muito confiante e quando vi que era prova da comida, falei: ‘Meu Deus!’.”

E qual dos bichos foi o mais difícil de engolir?

“As baratas. Elas são horrorosas. O olho eu senti dificuldade de morder o primeiro e sentir como era ele. É geladinho e falei: ‘Talvez uma ostra”.”

Cozinheira da tribo

“Eu gosto. Depois que morei fora algumas vezes, e depois do BBB que me mudei para São Paulo, a gente se vira nos 30. Quem gosta de comer se vira com o que tem na geladeira. Ia na criatividade. Gosto muito também dessa parte lúdica do prato colorido então eu ia brincando e tacando sal na galera.”

Envolvimento com Bil?

“Achei que vocês iam pular essa parte. Como vocês querem um romance no perrengue? Estava rolando um clima sim, mas era muito cedo, estava começando o programa, mas rolou um clima bacana. Falei: ‘Deixa lá pra fora’”

Tribo não conversava após derrotas

“A gente voltava das derrotas, naquele pós até o acampamento que era longo, a gente conversava, tentava pontuar, mas de fato, em um dos nosso portais que você mais puxou nossa orelha, tipo ‘cadê o líder?’. Tanto que naquela noite, a gente voltou para o acampamento e a gente conversou: ‘André, de agora em diante, seja o líder’. O choque de André, no dia do portal do Kaysar foi: ‘O que aconteceu?’. A gente acabou de sair do nosso acampamento, olhamos um nos olhos dos outros e dissemos honrar o acampamento até não poder mais.

Jéssica

“Ela bate muito nessa tecla que ela deixou lá fora tudo o que viveu no BBB. Era nítido que ela tem algo mal resolvido com Kaysar e aqui também não é lugar de decidir nada. Foi nesse momento que ele se assustou como jogador, como parceiro, como aliado e falou: ‘Jéssica, quando a gente precisou de você é fato que as pessoas vão se aliar com o grupo anterior’.”

Quem faz a diferença?

“Torço para quem está comigo desde o início e torço para André. A gente se aliou ali no olhar e pude contar com ele. Em vários momentos, tanto no dia a dia como em jogo. Quero que ele fique até o final. No outro time, Paula tem esse espírito de liderança. Ela é guerreira.”

Prova mais difícil?

“A primeira foi bem punk! A subida ali foi sinistra. Eu corro na areia e já fiz meia maratona na areia fofa. A subida para pegar a bandana de cara foi a que mais chocou. Gostei muito desse momento e pra mim foi o principal, abrir assim desse jeito. Eu gosto de prova de sorte. Teve a prova da imunidade, que foi a prova da corda. Tentei bloquear todas as falas ao meu redor para que nada fosse atrapalhar aquele momento. Me concentrei muito e vi quem estava indo com muita pressa estava caindo. Sou uma pessoa que prefiro provas individuais.

O que leva de experiência?

“Muita coisa. Foram 20 e poucos dias de escola, de aprendizado, de viver em comunidade, saber respeitar o espaço do outro, o limite do outro, de dar valor a tudo que a gente tem lá fora. A gente reclama tanto dessa vida. E faria tudo de novo.”



Source link

- Advertisement -
- Advertisement -

Stay Connected

16,985FansLike
2,458FollowersFollow
61,453SubscribersSubscribe

Must Read

- Advertisement -

Related News

- Advertisement -

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here